Amamentar, um ato de amor!

By Dayane Dos Anjos | Sem categoria

Quero começar falando e postando um vídeo sobre meu assunto preferido: AMAMENTAÇÃO 🙂

Amamentar é fácil. É algo natural e intuitivo. O bebê já nasce sabendo mamar e mãe a amamentar, certo? Nem sempre, infelizmente.

É natural sim, mas nem sempre é tão intuitivo e muito menos fácil. A frase “quando nasce um bebê nasce uma mãe”, é bem verdadeira, porque tanto mãe quanto bebê são recém-nascidos, e vão aprender e viver juntos essa nova fase da vida.

No começo de tudo, o bebê precisa mamar e a mãe amamentar. Parece tão simples não é mesmo? Mas, na maioria das vezes, não é! Amamentar pode ser muito dolorido e nada romântico como aparece na TV.

Para o sucesso na amamentação o mais importante é se informar. A mãe precisa ler, ouvir, assistir, se preparar para esse momento e, o mais importante, é saber que ela vai aprender para então ensinar seu filho a mamar, a não se cobrar, não se culpar ou muito menos calar suas dúvidas, medos ou angústias. E sempre! Sempre que precisar de ajuda, pedir. Nem sempre as dúvidas e as dificuldades aparecem já na maternidade, mas se aparecer, as enfermeiras são capacitadas para ajudar e estão dispostas a isso.

Só que geralmente o bicho pega é em casa, quando os pais se veem sozinhos com o bebê. Aí, todas as dúvidas e inseguranças parecem que pegaram carona nas malas vindas do hospital. Eu falo da mãe, porque é ela quem amamenta, mas o pai está nessa história também, e tem papel importantíssimo para entender e apoiar sua esposa nesse momento. É ele quem supre a mãe de amor, carinho e atenção para ela amamentar o bebê.

É importante saber que vocês não estão sozinhos. Vocês podem e devem contar com toda a ajuda de amigos e familiares, mas quando falamos de dificuldades na amamentação a ajuda de profissionais pode ser fundamental, como uma consultora em amamentação, por exemplo. Ela pode fazer um atendimento domiciliar, te amparar, ajudar e orientar nas suas dificuldades.

A principal queixa das mães ao amamentar é a dor, os seios podem doer, rachar e até sangrar. Tudo resultado de uma pega errada e isso é muito importante. A dor é um sinal de que algo não vai bem.

A pega errada além de machucar o seio, causa uma dor intensa ao amamentar e indica que o bebê não está se alimentando direito. Com a pega incorreta a mamada não é eficaz, porque o bebê mama, mas não tem sua fome saciada e aí solicita o peito com intervalos curtos de tempo.

Amamentar é um ato de prazer e de amor, não deve doer.

Nesse vídeo eu tento passar como é a pega correta, como podemos segurar o bebê para amamentar e várias informações sobre a amamentação, vem ver 🙂

 

Dayane Dos Anjos

Dayane Dos Anjos

Sou mãe, fotógrafa especializada em Gestantes e Newborn, Consultora em Amamentação e apaixonada pelos primeiros dias de vida do bebê.